“O meu mandamento é este: amem uns aos outros como eu amo vocês. ”

João 15:12

Cor Litúrgica : roxo

Sacerdote da Ordem Franciscana Secular (1836-1909). Fundador dos Sacerdotes Operários do Sagrado Coração de Jesus. Foi beatificado por João Paulo II em 29 de março de 1987.
Nascido em Tortosa (Tarragona, Espanha) em 1º de abril de 1836 em um período de intensas lutas políticas e anticlericais; de seus pais, aprendeu o amor à Eucaristia e aos pobres. Entrou no seminário aos 15 anos e foi ordenado sacerdote em 2 de junho de 1860. Pároco por 2 anos, se dedicou à catequese e à pregação.
A pedido de seu bispo, se doutorou em Teologia na Universidade de Valença. Trabalhou em prol da juventude e na educação religiosa nas escolas; foi diretor espiritual de inúmeras pessoas; fundou a Juventude Católica; promoveu o culto eucarístico, teve especial cuidado para com os pobres. Expressão de sua profunda humanidade e zelo sacerdotal são as 4630 cartas suas conservadas ainda hoje. Seu encontro com Ramon Velero deu impulso à sua atividade eucarística, as vocações eclesiásticas, para as quais viu a necessidade de providenciar uma sede adequada.
Fundou diversos colégios na Espanha e Portugal, um colégio espanhol em Roma. Para a direção dos seminários, movido pela inspiração sobrenatural, em 1881, fundou a Congregação dos Operários Diocesanos do Sagrado Coração. Foi especialmente amigo das clarissas. Morreu com a idade de 73 anos, cansado mais pelos trabalhos, que pela idade.